Go to English

Publicações

Em detalhes para você.

Como explorar de forma mais segura investimentos em imóveis pelo sistema das hospedagens curtas do Airbnb

Na ampla problemática que envolve, de um lado, os condomínios e empreendimentos assemelhados e, de outro, o sistema denominado Airbnb, reside a questão da ausência de regulação destes serviços online inovadores de economia compartilhada.

O tema é conflituoso e tem comportado divisão doutrinária e jurisprudencial: afinal, a utilização das plataformas online de aluguel, tais como Airbnb, descaracterizaria ou não a destinação residencial do condomínio? A resposta deverá ser analisada caso a caso, porém, diante da dificuldade da falta de regulamentação específica para os aplicativos, diversos destes conflitos foram levados ao Poder Judiciário, que tem proferido decisões antagônicas a respeito da temática, corroborando para o aumento da insegurança jurídica.

O investidor que deseja comprar imóveis com intenção de submetê-los à plataformas de aluguel por curtos períodos irá enfrentar esta realidade. De um lado, os proprietários sustentam a primazia do direito constitucional à propriedade, do princípio de que cabe ao proprietário a escolha de como usar seu bem. De outro, reclamações de moradores pela perda de privacidade e de uma possível redução na segurança devido à alta rotatividade de inquilinos.

Assim, para tentar evitar o enfrentamento deste problema, algumas precauções podem ser tomadas, como a autorização na convenção de condomínio desta modalidade de locação por plataforma. Além disso, para evitar conflitos, devem ser estabelecidas regras específicas como horário de entrada e cadastramento de dados pessoais na portaria, acesso as áreas de lazer, horário de silêncio, uso da garagem. Uma deliberação na convenção condominial ou assemblear para respaldar a atividade com ampla divulgação aos condôminos, deverá ser, em princípio, a primeira medida a ser tomada.

* Priscila Esperança Pelandré é advogada da Sociedade de Advogados Alceu Machado, Sperb e Bonat Cordeiro e Mestranda em Direito Empresarial